O servente que acumulou US$8 milhões investindo em ações

Ronald Read só trabalhou como mecânico e servente.

É possível prosperar mesmo ganhando pouco?

Ronald Read acumulou um patrimônio de US$ 8 milhões investindo em ações e talvez seja o maior exemplo que sim.

Read foi o primeiro membro de sua família a concluir o ensino médio.

Ele só trabalhou como frentista num posto de gasolina e como encarregado de limpeza na JCPenney.

Mesmo ganhando pouco, enriqueceu adotando hábitos replicáveis.

Ele não ganhou na loteria nem recebeu uma herança.

Pelo contrário: gostava de analisar balanços de empresas e de ler o Wall Street Journal e a Barron’s.

Levava uma vida frugal. Seu carro era um Toyota Yaris comprado de segunda mão. Morou na mesma casa de dois dormitórios por 54 anos, até falecer. Tudo que sobrava era investido em blue chips.

Quando morreu em 2014, aos 92 anos, tinha ações de 95 empresas. Ele deixou US$ 2 milhões aos enteados e doou US$ 6 milhões ao hospital e à biblioteca da pequena cidade onde morava em Vermont.

Nenhum parente ou amigo desconfiava que ele havia acumulado uma fortuna.

O hospital fez esse vídeo para homenageá-lo: