INSIGHTS

Como a IP aplica o conceito de margem de segurança?

Como a IP aplica o conceito de margem de segurança?

Gostamos da definição de margem de segurança de Ben Graham, que escreveu que quanto maior é o desconto no preço da ação em relação ao valor intrínseco, menor é o risco do investidor. Mas acreditamos que Robert Vinall foi bem feliz em aprimorar a proposição de Graham.

Na carta semestral da RV Capital, uma das assets mais bem-sucedidas da Europa, Vinall discorda especificamente desse trecho da tese de Graham: “A função da margem de segurança é, em essência, tornar desnecessária uma estimativa precisa do futuro [no valuation].”

O problema de colocar as coisas assim é que muitos investidores chegam à conclusão que não vale a pena passar tempo pensando sobre o futuro. É como se o conselho de Graham fosse: “Somente pague um preço baixo o suficiente, e seu investimento vai cuidar dele mesmo.”

O resultado é que muitos value investors acabam ancorados no passado e no presente ao avaliar uma empresa e dão muito valor a coisas como ativos da companhia, lucro histórico, diferenciais competitivos já existentes, etc.

“Discordo totalmente que o futuro seja de importância secundária [para o  valuation]. (…) Se o valor intrínseco de uma companhia é a soma dos fluxos de caixa futuros, como você pode saber se tem ou não margem de segurança sem ter uma visão do futuro?”, questiona Vinall.

Muitos investidores até admitem a importância de antecipar o futuro. Devido às incertezas inerentes a previsões, no entanto, a maioria acaba fazendo previsões bastante conservadoras porque entende que assim continuaria a haver uma grande margem de segurança.

Para Vinall, no entanto, a previsão tem que ser acurada, e não conservadora. Se um banco subestima o risco de calote de uma empresa, ele perde dinheiro. Mas se ele superestima o risco de calote, também perde dinheiro porque se recusou a liberar um empréstimo lucrativo.

“Quando olho para as melhores oportunidades de investimento que perdi, percebo que, quando pensei que estava sendo conservador, na verdade estava errado.” Um bom exemplo é ao analisar negócios em fase inicial que estão sendo criados por empresas já consolidadas.

Muitos investidores costumam atribuir zero de valor a esse tipo de opcionalidade. Mas quando uma empresa tem um bom histórico de entregar inovações, enxergar um novo business como uma “opção de graça” não é ser conservador. É avaliar mal o valor do negócio.

“Um investidor que não atribui nenhum valor a opcionalidades (…) cede vantagens a seus competidores e ainda dificulta seu próprio trabalho de seleção porque vai ter de pescar numa piscina onde não estão as melhores oportunidades.”

Vinall termina propondo um aperfeiçoamento à colocação de Graham:

“A função da margem de segurança é, em essência, não tornar desnecessária uma estimativa precisa do futuro, mas minimizar os danos de uma estimativa imprecisa.”

 

Recomendamos a leitura da mais recente carta da RV Capital, uma asset com sede na Suíça cujo principal fundo acumula retorno de 779% desde 2008, ou quase 5 vezes mais que o DAX, o principal índice de ações alemão.

A carta está no site da gestora: https://www.rvcapital.ch/post/rv-capital-s-2020-letter-to-co-investors-in-the-business-owner-fund

Veja mais

News

A IP está de cara nova!

A IP Capital Partners está com novo visual. Mais informação para ajudar na construção de patrimônio no longo prazo.
Insight

Analista de fundos da Nord explica por que investe no IP Participações IPG

Nesse vídeo, o especialista Luiz Felippo,  lista 5 pontos fortes do fundo IP Participações IPG.
Podcast

Faz sentido para um brasileiro ter ações americanas?

No episódio do podcast Stock Pickers, nosso sócio Gabriel Raoni fala sobre a importância da diversificação. 
Insight

Já são 12 anos com retornos anuais positivos.

Dois dos cinco únicos fundos de ações com retornos positivos em todos os anos desde 2009 são da IP.

Insight

Por que Google e Facebook negociam a múltiplos menores que outras big techs?

Nosso sócio Pedro Andrade fala sobre a atratividade das ações das duas empresas no Coffee & Stocks.
Insight

Como funciona o Imposto de Renda sobre fundos de ações?

Fundos de ações têm vantagens tributárias sobre a compra direta via homebroker no longo prazo.

Quer saber mais?

Envie seu comentário, entre em contato ou acompanhe a gente nas redes sociais.

Quero ficar por dentro das últimas publicações: